Produção de Conhecimento em Ciência, Tecnologia & Inovação: uma avaliação dos Doutores formados pela Rede Nordeste de Biotecnologia

Carlos Dias Chaym, Wilsiany Damasceno Amorim Barroso, José Maria Gonçalves Nunes de Melo, Phryné Azulay Benayon, Aldemir Freire Moreira

Resumo


O presente artigo teve como objetivo analisar a produção do conhecimento dos doutores formados pela Rede Nordeste de Biotecnologia (RENORBIO). A pesquisa ocorreu por meio da análise dos curricula dos 506 doutores formados desde a primeira turma até 2018, disponíveis na Plataforma Lattes. O percurso metodológico consistiu em coleta documental, seguida de análise de conteúdo realizada com auxílio de questões norteadoras que permitiram extrair informações sobre atividade laboral exercida antes e depois do doutoramento, quantitativo de artigos aceitos ou publicados (em eventos e periódicos científicos), quantitativo de patentes geradas e projetos de pesquisa. Os resultados indicaram que há um expressivo número de produções científicas por parte dos doutores sob estudo, o que fortalece o papel da região Nordeste na produção de conhecimento de alto nível. Este estudo, portanto, encontra sua relevância e justificativa na medida em que analisa a produção do conhecimento em uma área estratégica para o país.


Palavras-chave


Ciência; Tecnologia; Inovação; RENORBIO; Hélice Tríplice

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v7i2.p133-150.2018

Direitos autorais 2018 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.