Doença crítica crônica: artigo de revisão narrativa

Sarah Musy Leitão, Penélope Matos Wirtzbiki, Otílio José Nicolau de Oliveira

Resumo


Introdução: Existem três desfechos possíveis para o paciente crítico: controle rápido da instabilidade com recuperação funcional; óbito; curso subagudo, no qual há sobrevivência com persistência de disfunções orgânicas e dependência prolongada de suporte de manutenção da vida. A última possibilidade é a doença crítica crônica: condição devastadora, com alta taxa de mortalidade, porém desconhecida de muitos médicos e familiares. Objetivo: tornar o tema doença crítica crônica mais acessível aos médicos, por meio de revisão da literatura. Método: Revisão de literatura narrativa. Foram selecionados artigos publicados nos últimos 10 anos, de 2007 a 2017, localizados pelos descritores: ventilação mecânica/estado crítico/doença crônica, e suas traduções para inglês (mechanical ventilation, critical condition, chronic disease), nas bases de dados Bireme e SciELO. Resultados: Foram revisados 70 artigos. Foram apresentados definição, epidemiologia, fisiopatologia, quadro clínico, tratamento e prognóstico da doença crítica crônica. Conclusão: A doença crítica crônica tem grande importância clínica e epidemiológica, com impacto no sistema de saúde. Os médicos precisam conhecer melhor essa síndrome, diagnosticá-la e tratá-la adequadamente, inclusive iniciando a abordagem de cuidados paliativos o quanto antes.

Palavras-chave


Ventilação mecânica; Estado crítico; Doença crônica

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v6i1.1404.p92-99.2018

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.