Características epidemiológicas da mortalidade de pacientes de 0 a 18 anos em um hospital de urgência

Beatriz Ramalho Santos, Aquila Talita Lima Santana Alves, André Faro

Resumo


Introdução: A saúde de crianças e adolescentes tem passado por transformações decorrentes do processo de transição epidemiológica e dados sobre mortalidade ajudam a entender esse fenômeno. Objetivos: caracterizar a mortalidade de crianças e adolescentes em um hospital de urgência em Sergipe nos anos 2013 e 2014 e analisar a relação entre a Causa Básica e a Causa Imediata do óbito. Métodos: estudo descritivo e exploratório, realizado por meio do levantamento de informações do banco de dados da Organização de Procura de Órgãos e Tecidos da instituição, com o qual foram obtidas as estatísticas descritivas para a caracterização do perfil amostral por idade, sexo, ano do óbito e causas do óbito. Para a avaliação da relação entre a Causa Básica e Causa Imediata de óbito, analisaram-se valores absolutos e percentuais quanto aos tipos de entrada (Causa Básica) e desfecho (Causa Imediata). Resultados: houve 440 óbitos, e 58,9% (n = 259) foram do sexo masculino. A relação entre a Causa Básica e a Imediata mostrou que as doenças infecciosas são a principal Causa Imediata de óbito em oito das onze categorias da Causa Básica. Conclusão: as doenças infecciosas exibem notável impacto na mortalidade hospitalar de crianças e adolescentes.

Palavras-chave


Mortalidade. Mortalidade Hospitalar. Causas de Morte. Infecção Hospitalar

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v6i1.1410.p28-34.2018

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Redes Sociais
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.