Tratamento não operatório de lesão renal e esplênica: relato de caso

Márcio Alencar Barreira, Daniel Souza Lima, José Airton Lopes Filho, Breno Gomes de Sousa, Érico Luís Dantas Diógenes Saldanha, Paulo Roberto Montezuma Sales

Resumo


Introdução: em algumas situações, o trauma abdominal contuso com lesão renal ou esplênica pode ser conduzido com tratamento não operatório (TNO). Uma lesão simultânea de rim e baço não apresenta uma conduta padrão e existem situações limítrofes que necessitam de maior discussão. Relato de caso: paciente com lesão renal complexa e hemoperitônio secundário a lesão esplênica que teve boa evolução após compensação clínica do sangramento. Conclusão: o TNO de lesões combinadas do rim e do baço pode ser possível em algumas situações.


Palavras-chave


Ferimentos e lesões; Ferimentos não penetrantes; Traumatismos abdominais

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v6i4.1823.p467-470.2018

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.