Características de óbitos dos pacientes internados em uma unidade de terapia intensiva de hospital terciário

Amanda Melo Vieira, Ezequiel Aguiar Parente, Lean de Sousa Oliveira, Anaiara Lucena Queiroz, Iara Serra Azul Machado Bezerra, Hermano Alexandre Lima Rocha

Resumo


Introdução: Estudos comparam taxa de óbitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Brasil que se encontra acima da internacional, não se sabendo se isso é devido ao sistema público brasileiro ou a falhas de registro. Objetivo: Traçar uma relação entre mortalidade prevista e características dos pacientes internados na UTI de hospital terciário de grande porte do município de Fortaleza, Ceará. Métodos: Trata-se de um estudo retrospectivo, analítico e transversal sobre pacientes internados na UTI do Hospital Geral de Fortaleza de janeiro a novembro de 2016. Resultados: No período da pesquisa, foram estudados 137 pacientes; desse total vieram a óbito 31 pacientes (24,48%). De acordo com a prioridade estabelecida pela Society Critical Care Medicine para Unidade de Terapia Intensiva, tivemos 53,3% na prioridade I, 10,0% na prioridade II, 30,0% na prioridade III, 3,3% na prioridade IVA e 3,3% na prioridade IVB, resultados estatisticamente significantes (p=0,012). Constatou-se neste trabalho que 80,6% dos óbitos haviam desenvolvido sepse durante o internamento na UTI (p<0,001). Aplicando-se os escores de mortalidade APACHE-II e SOFA, observa-se que o APACHE-II com escore médio de 22 pontos e com mortalidade prevista média de 55,7 (p<0,001), enquanto, o SOFA teve média no primeiro dia de 7 pontos (p<0,001), no quinto dia de 5 pontos (p=0,004) e no décimo dia de 5 pontos (p=0,004). Conclusão: Observou-se a importância da análise epidemiológica em relação aos óbitos ocorridos em Unidades de Terapia Intensiva, visando demonstrar a necessidade de se conhecer melhor a aplicabilidade dos escores SOFA e APACHE II e as medidas que devem ser adotadas.


Palavras-chave


Mortalidade; Escores de Disfunção Orgânica; Unidades de Terapia Intensiva; APACHE; SOFA

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v7i1.1999.p26-31.2019

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.