Sujeição de direitos, meio ambiente e antropocentrismo alargado

Thiago Felipe de Souza Avanci

Resumo


Muitos questionamentos pairam sobre o real papel do ser humano nas ciências e, do mesmo modo, se este papel poderia ser desempenhado por figuras não humanas. Já a partir da modernidade, iniciou-se um vigoroso embate, com altos e baixos, sobre a possibilidade de se atribuir aos animais, à natureza e a outras entidades não humanas o papel de sujeitos de direitos. A partir de algumas ponderações desenvolvidas pela análise do antropocentrismo alargado, o presente trabalho tenciona demonstrar a capacidade de uma ciência com um sujeito humano, porém preocupado com as necessidades do ambiente.


Palavras-chave


Sujeição de direitos. Antropocentrismos. Ecovisões. Biocentrismo. Ecocentrismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2447-6641oj.v15i21.p177-197.2017

Direitos autorais 2017 Revista Opinião Jurídica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.