Pela superação do solipsismo na busca do conhecimento jurídico

Ricardo Henrique Silva de Sá Cavalcanti, Fayga Silveira Bedê

Resumo


Neste trabalho tivemos o propósito de analisar o estado atual da produção do conhecimento jurídico, a natureza do conhecimento jurídico e as possibilidades de construção de uma metodologia de pesquisa adequada a promover o desenvolvimento continuado do conhecimento jurídico, por meio da proposição de mecanismos aptos à avaliação dos aspectos de relevância, interesse e significância de um problema, assim como da clareza, da fecundidade, da força explicativa, da simplicidade e da precisão das soluções que lhes são propostas. Pretendemos, com isso, aumentar a objetividade dos estudos jurídicos, sem incorrermos em visões epistemológicas que a oponham à subjetividade, ou que oponham a teoria à prática, ou a razão ao empirismo, tendo em vista a necessidade de se construir parâmetros adequados à avaliação das teses divulgadas, no intuito de expor as posições inconsistentes e incoerentes com o sistema, meramente baseadas na ideologia ou no argumento de autoridade. Os referenciais teóricos utilizados e a maneira como eles foram correlacionados, permitem vislumbrar uma alternativa epistêmica adequada à superação do solipsismo, resultante da construção do conhecimento por meio da convergência crítica. Tal posição não implica o estabelecimento de uma verdade dogmática, mas um substrato firme por meio do qual se pode desenvolver um conhecimento jurídico coerente e consistente.

Palavras-chave


Metodologia de pesquisa. Pesquisa jurídica. Conhecimento. Teoria Tridimensional do Direito. Crítica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2447-6641oj.v11i15.p294.2013

Direitos autorais 2016 Revista Opinião Jurídica (Fortaleza)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.