Análise da efetividade das ações de controle da dengue no município de Uberlândia, MG a partir da matriz FPEEEA

Karen Magalhães Arantes, Boscolli Barbosa Pereira

Resumo


Introdução: O Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking mundial da dengue. O controle da doença é complexo e está relacionado a condições sociais, culturais, ambientais, econômicas e políticas. Objetivo: A partir de um estudo anterior, no qual foram habilitados indicadores para vigilância da dengue em Uberlândia-MG por meio da utilização do modelo FPEEEA (Forças Motrizes, Pressão, Estado, Exposição, Efeito), objetivou-se, nesta pesquisa, avaliar a efetividade das ações realizadas para o controle da dengue neste município. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo-exploratório, de abordagem quali-quantitativa, centrado na aplicação do Modelo FPEEEA para análise das correlações entre indicadores relacionados às condições sociais, econômicas e ambientais que podem estar associados à ocorrência da dengue. Resultados: De acordo com os dados apresentados, perceberam-se correlações importantes entre os indicadores que compõem os diferentes eixos da matriz FPEEEA, bem como ausência de correlação entre indicadores que são considerados pela literatura científica como importantes fatores para ocorrência de dengue. Assim, observou-se que são muitas as causas que colaboram para o aumento da incidência da dengue em Uberlândia e que são diversas as ações que podem ser efetivas para o controle da doença. Conclusão: Conclui-se que as ações propostas consistem em um abundante grupo de tarefas que podem afetar de forma progressiva os diferentes eixos da matriz FPEEEA, incluindo políticas sociais, de planejamento urbano, investimentos nos serviços de infraestrutura urbana, estímulo ao consumo consciente e à reciclagem, pesquisas para aprimoramento dos recursos para controle vetorial, além de ações de educação em saúde para controle do vetor.

Palavras-chave


Vigilância Ambiental; Saúde Ambiental; Matriz FPEEEA; Aedes aegypti; Dengue

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v5i4.1331.p326-336.2017

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.