A enfermagem nas estratégias de enfrentamento implementadas a pacientes oncológicos em cuidados paliativos: uma revisão integrativa
doi: 10.12662/2317-3076jhbs.v3i3.162.p172-179.2015

Silvio Eder Dias da Silva, Poliana dos Santos Alves, Jeferson Santos Araújo, Natacha Mariana Farias da Cunha, Esleane Vilela Vasconcelos, Lais Ferreira Rodrigues

Resumo


Introdução: O cuidado paliativo apresenta-se como uma abordagem assistencial que tem como objetivo promover uma melhoria na qualidade de vida dos pacientes e de seus familiares, por meio da prevenção e do alívio do sofrimento por meio de identificação precoce e tratamento da dor e outros agravos físicos e psicológicos. Objetivo: identificar como os estudos de enfermagem vem abordando as estratégias de coping ao paciente em cuidados paliativos oncológicos. Método: Trata-se de uma revisão integrativa. O material selecionado para análise foi extraído nas bases de dados National Library of Medicine (PubMed), Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Cumulative Index to Nursing and Alied Health Literature (CINAHL), segundo os seguintes critérios de inclusão: artigos publicados nos idiomas português, inglês ou espanhol, artigos completos que abordem a temática em questão. Ao final do processo de seleção, foram identificados 18 artigos. Resultados: As estratégias de enfrentamento encontradas foram: realizar mudanças no cotidiano; adotar uma nova rotina de acordo com a necessidade de cuidados; manter a esperança; buscar apoio espiritual; preservar uma boa relação do familiar com o profissional de saúde; reconhecer os aspectos positivos do cuidar; valorizar o tempo restante ao lado do ente querido; praticar constantemente a autorreflexão; aceitar as delimitações do cuidado e dividir os cuidados com a equipe. Conclusão: Coping na enfermagem é recente no Brasil; ela constitui uma ferramenta indispensável para a compreensão dos problemas enfrentados pela terminalidade do câncer entre os estudos aqui analisados.


Palavras-chave


Cuidados paliativos; Neoplasias; Adaptação psicológica; Enfermagem.

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v3i3.162.p172-179.2015

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.