Ações realizadas por profissionais de Saúde da família no controle da hanseníase em um município hiperendêmico
doi: 10.12662/2317-3076jhbs.v3i3.183.p144-150.2015

Nirvania do Vale Carvalho, Telma Maria Evangelista de Araújo

Resumo


Objetivo: pesquisa descritiva que objetivou descrever as ações realizadas por médicos e enfermeiros da estratégia Saúde da Família, junto ao Programa de Controle da Hanseníase. Método: foram entrevistados 10 médicos e 15 enfermeiros, que estavam atuando no período da coleta de dados, entre janeiro a abril de 2011, no município de União–PI, considerado hiperendêmico para hanseníase. Resultados: observou-se que 100% dos enfermeiros possuem pelo menos uma especialização, e 60% dos médicos nenhuma. A maioria dos enfermeiros, 86,7%, realizam ações essenciais para o controle da hanseníase; 60% dos médicos fazem diagnósticos e tratam as reações hansênicas. A deficiência da estrutura física foi o principal problema citado pelos profissionais para a implementação do Programa. Clonclusão: conclui-se que muitas atividades necessárias ao controle da hanseníase no município ainda precisam ser implementadas e que existe uma necessidade de investimento tanto na infraestrutura da estratégia, quanto na qualificação e sensibilização, especialmente médica, com vistas à qualidade do Programa.


Palavras-chave


Serviços de Saúde; Avaliação em Saúde; Saúde Pública

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v3i3.183.p144-150.2015

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.