Pseudocisto pancreático simulando lesão cística neoplásica de cabeça de pâncreas: relato de caso

Rhuan Antônio de Paula Silveira e Silva, Marcos Alberto de Mendonça Veiga, Érika Alves Dutra da Silva

Resumo


Introdução: os cistos pancreáticos são diagnosticados, em sua maioria, como achados acidentais em pacientes submetidos à exame físico de rotina ou exame radiológico abdominal. As lesões neoplásicas representam 10-15% de todas as lesões pancreáticas. Relato de caso: Relatamos o caso de um paciente com 41 anos de idade apresentando pseudocisto de cabeça de pâncreas com diagnóstico pré-operatório sugestivo de neoplasia sólido-cística. Conclusão: O manejo das neoplasias císticas de pâncreas apresenta-se como um desafio. Os exames de imagem tiveram um papel essencial no diagnóstico diferencial. A ressecção cirúrgica continua sendo padrão ouro para pacientes sintomáticos e com elevada probabilidade de malignidade.


Palavras-chave


Cisto pancreático; Neoplasia pancreática; Pseudocisto Pancreático

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v8i1.2317.p1-3.2020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.