Gestão de leitos em um hospital polo da região ampliada de saúde Jequitinhonha: aspectos organizacionais e operacionais do processo de trabalho

Danielle Mandacaru Souza, Bruna Fonseca Vasconcelos, Danuza Maria Silva Viana, Liliane da Consolação Campos Ribeiro, Antônio Moacir de Jesus Lima

Resumo


Objetivo: descrever os aspectos organizacionais e operacionais do processo de trabalho da gestão de leitos de um hospital polo da Região Ampliada de Saúde Jequitinhonha Métodos: trata-se de um estudo de abordagem qualitativa por meio de entrevista semiestruturada gravada, realizada com 90 funcionários. Os dados foram categorizados e discutidos conforme análise de conteúdo. Resultados: emergiram seis categorias, sendo elas: organização dos processos de entrada e saída dos pacientes, comunicação, direcionamento dos pacientes para a clínica certa; hotelaria hospitalar; organização do serviço hospitalar e organização das cirurgias eletivas. Conclusões: este estudo evidenciou que, no hospital pesquisado, a gestão de leitos proporcionou melhoria nos aspectos organizacionais e operacionais do processo de trabalho, aumentou a rotatividade, a ocupação e diminuiu as taxas de permanência dos leitos, melhorou a comunicação entre os profissionais e garantiu uma melhor assistência aos pacientes internados, sem o aumento do número de leitos hospitalares.


Palavras-chave


Hospitalização; Número de Leitos em Hospital; Tempo de Permanência

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v8i1.2819.p1-5.2020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.