As descobertas genômicas do SARS-CoV-2 e suas implicações na pandemia de COVID-19

Luana Nepomuceno Gondim Costa Lima, Maisa Silva de Sousa, Karla Valéria Batista Lima

Resumo


Objetivo: Auxiliar no entendimento da COVID-19 em relação à origem do SARS-CoV-2, suas descobertas genômicas, patogenia, possíveis hospedeiros primários e intermediários, além da comparação com outros coronavírus. Metodos: foram utilizadas as bases de dados Scientific Eletronic Library Online e PubMed, com artigos de revisão e originais, em língua portuguesa e inglesa, pesquisados no período de 05 de março a 10 de abril de 2020, adotando os seguintes descritores: SARS-CoV, COVID-19, coronavirus, Wuhan, genome, structure, origin, transmission, evolution, zoonotic. Os artigos originais identificados foram incluídos nesta revisão, juntamente com artigos de suporte referenciados por estes. Resultados: As características genômicas descritas até o momento podem explicar, em parte, a infectividade e a transmissibilidade do SARS-CoV-2 em humanos. Devido aos notáveis recursos de SARS-CoV-2, incluindo o local otimizado do domínio de ligação ao receptor (RBD) e de clivagem polibásica, é pouco provável um cenário laboratorial para a origem do SARS-CoV-2. Conclusão: Para o presente, é de extrema importância obter mais dados genéticos e funcionais sobre o SARS-CoV-2, incluindo estudos em animais, sequenciamento do vírus em casos muito precoces e identificação dos parentes virais mais próximos do SARS-CoV-2 que circulam em animais.


Palavras-chave


Coronavirus; Pandemia; Patogenicidade; Transmissão

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v8i1.3232.p1-9.2020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.