Perfil e fatores associados ao uso de anticoncepcionais orais combinados em mulheres férteis atendidas em um centro de planejamento familiar

Deborah Costa de Jesus dos Santos, Mayla Rohweder, Iukary Takenami

Resumo


Objetivo: Avaliar o perfil e os fatores associados ao uso de anticoncepcionais orais combinados (AOC) em regimes de pausa (intermitente) ou estendido (contínuo) em mulheres férteis atendidas em um centro de planejamento familiar. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, realizado no Centro de Pesquisa e Assistência em Reprodução Humana (CEPARH), Salvador, Bahia. Resultados: Entre julho e setembro de 2017, 210 mulheres atendidas, consecutivamente, no CEPARH foram entrevistadas. Dessas, 69 (32,8%) fazem uso de algum AOC, das quais 32 (46,4%) utilizam-no em regimes estendidos. Mulheres que trabalham têm 1,89 vezes mais chances de usarem AOC do que as que não trabalham (IC95%: 1,04-3,42; p=0,039). Nenhuma diferença significativa foi observada nas características entre as que fazem uso de AOC em regime de pausa ou estendido (p>0,05). Conclusão: Os resultados indicam que mulheres que trabalham adiam a concepção e utilizam com mais frequência a pílula contraceptiva, independentemente da forma de administração (forma contínua ou intermitente). Ademais, não há nenhum fator que contribua, significativamente, para que as mulheres façam uso estendido das cartelas de AOC.


Palavras-chave


Saúde da Mulher; Saúde Reprodutiva; Anticoncepcional Oral

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v9i1.3718.p1-6.2021

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.