Ventilação protetora na síndrome do desconforto respiratório agudo causada pela COVID-19: o manejo do fisioterapeuta

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v11i1.4463.p1-7.2023

Palavras-chave:

Unidades de Terapia Intensiva, Ventilação mecânica, COVID-19, SDRA, Fisioterapia

Resumo

Objetivos: conhecer o manejo do fisioterapeuta relacionado à ventilação protetora em pacientes com SDRA por COVID-19, listando as principais estratégias utilizadas e as barreiras encontradas para sua implementação. Métodos: estudo de campo transversal e descritivo, de caráter quantitativo, realizado no período de outubro de 2021 a abril de 2022, com fisioterapeutas de hospitais públicos e privados, na cidade de Fortaleza, que tivessem experiência com pacientes infectados pela COVID-19. Para coleta de dados, utilizou-se um formulário online viabilizado pela plataforma Google Forms. Os dados foram tabulados em planilha Microsoft Excel® 2010 e, posteriormente, transferido para o Statistical Package for the Social Sciences (SPSS®) 20.0, utilizando-se a estatística descritiva. Resultados: participaram 102 fisioterapeutas, 74,5% do gênero feminino. As principais estratégias de ventilação protetora citadas foram: volume corrente de 6 mL/Kg por peso predito, pressão de platô menor que 30 cmH2O e driving pressure menor que 15 cmH2O (93,1%), além da titulação de PEEP (68,6%) e posição prona (64,7%). Manter uma driving pressure menor que 15 cmH2O (57,8%) e discordância profissional (43,1%) foram as principais barreiras encontradas para realização da ventilação protetora. Conclusão: a ventilação protetora configura-se no uso de baixos volumes e pressões, titulação da PEEP e posição prona. A manutenção de driving pressure menor que 15 cmH2O e discordância entre os profissionais na tomada de decisão destacam-se como as principais barreiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erika dos Santos Fernandes, Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS)

Discente do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Christus

Taynara Rodrigues Ramos, Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS)

Discente do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS)

Taynara Sonia de Freitas Almeida, Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS)

Discente do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS)

Artur Paiva dos Santos Sánchez, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Fisioterapeuta Mestre em Saúde Pública (UFC)

MBA em gestão de Negócios em Saúde (UNICHRISTUS)

Marcus César Silva de Morais, Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS)

Fisioterapeuta Especialista em Fisioterapia Respiratória e Cardiovascular (UNIFOR)
Docente Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS)

Márcia Cardinalle Correia Viana, Hospital Geral Dr. César Cal’s (HGCC)

Fisioterapeuta Mestre em Saúde Pública (UECE)

Docente Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS)


Downloads

Publicado

2023-04-04

Como Citar

1.
Fernandes E dos S, Ramos TR, Almeida TS de F, dos Santos Sánchez AP, Morais MCS de, Correia Viana MC. Ventilação protetora na síndrome do desconforto respiratório agudo causada pela COVID-19: o manejo do fisioterapeuta. J Health Biol Sci. [Internet]. 4º de abril de 2023 [citado 20º de junho de 2024];11(1):1-7. Disponível em: https://periodicos.unichristus.edu.br/jhbs/article/view/4463