TURISMO AMBIENTAL - CONHECENDO A REALIDADE DA UNIDADE DE CONSERVAÇÃO PARQUE ESTADUAL DA PEDRA BRANCA, SEDE PAU DA FOME – RJ

Fábio Vinicius de Araujo Passos, Maria Amelia da Silva Leal, Sérgio Domingos Oliveira, Debora Neves Gomes

Resumo


O artigo busca interpretar e pesquisar o desenvolvimento do turismo em uma unidade de conservação, tendo como objeto de estudo o Parque Estadual da Pedra Branca - PEPB, que está localizado no bairro da Taquara no Município do Rio de Janeiro - RJ. No trabalho, destaca-se a importância das Unidades de Conservação (UCs) para o lazer da sociedade, em que é apresentada uma leitura das principais carências e dificuldades enfrentadas para a gestão dessas áreas. Para essa proposição, utilizou-se como metodologia a revisão de literatura, associada à pesquisa exploratória, tendo a participação ativa dos autores nas reuniões da câmara de uso público. Os resultados obtidos, após o trabalho de registro com fotografia e caminhadas, demonstraram o quanto a visitação ainda é bastante incipiente, se comparada ao grande potencial do PEPB. Para tal, discutiu-se sobre formas de turismo, o qual possibilita contato junto à natureza, ressaltando ainda a importância do ecoturismo e do planejamento da atividade para a obtenção da sustentabilidade.


Palavras-chave


Parques; Turismo ambiental; Perfil de visitante; Ecoturismo e unidade de conservação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v9i2.p101-113.2020

Direitos autorais 2020 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.