REFLEXO EPISTEMOLÓGICO DAS TESES SOBRE PESQUISA, ENSINO E EDUCAÇÃO CONTÁBIL

Lucas Benedito Gomes Rocha Ferreira, Marcia Zanievicz da Silva

Resumo


O estudo realizou uma análise epistemológica das teses produzidas no país com o tema “Pesquisa, Ensino e Educação Contábil”, disponibilizadas no portal CAPES, referentes ao período de 2016 a 2019. Com base nos critérios de inclusão e exclusão definidos no percurso metodológico, 24 teses foram analisadas. A análise epistemológica adotada demonstra que as teses provenientes de 5 Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis adotaram, majoritariamente, o paradigma construtivista, a estratégia de pesquisa levantamento, os métodos de coleta observações e as análises computacionais. Os resultados também apontam que 14 das teses investigadas contêm o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, 6 foram submetidas ao Comitê de Ética e apenas 1 tese abordou um subcapítulo sobre ética. Constata-se um declínio, durante o período analisado, na produção de teses sobre “Pesquisa, Ensino e Educação Contábil”. Este estudo contribui à prática profissional dos pesquisadores em contabilidade, ao destacar a análise das dimensões epistemológicas, sendo possível identificar características que são específicas desse tema em contexto brasileiro, tornando possível visualizar possíveis tendências de estudos futuros. As evidências possibilitam, também, instigar os programas a ampliarem a realização de teses na área de Pesquisa, Ensino e Educação Contábil, fundamental para o desenvolvimento do conhecimento científico.


Palavras-chave


epistemologia; pesquisa; ensino e educação contábil; teses

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v11i2.p37-56.2022

Direitos autorais 2022 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.