O IMPACTO DA PANDEMIA E DA TEMPERATURA NA RENTABILIDADE DA EMPRESA: EVIDÊNCIA DO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA DO BRASIL

Arthur Antonio Silva Rosa, Jeanluca Fonseca Meneses, Luciano Ferreira Carvalho

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o efeito da pandemia e da temperatura sobre a rentabilidade das companhias, em um comparativo do setor de energia do Brasil, ante as empresas no geral. O período de análise foi de 2011 até 2020, sendo utilizados indicadores de rentabilidade como variáveis dependentes de uma regressão linear múltipla com dados em painel. Os resultados apontam que a variável temperatura apresenta uma relação positiva com o ROE no setor de energia. Também se utilizaram dados macroeconômicos como variáveis de controle, PIB, IPCA e Selic e verificou-se que o IPCA possui relação negativa com as variáveis de rentabilidade, enquanto o preço da energia elétrica possui uma relação positiva com a rentabilidade das empresas do setor. A variável pandemia apresentou significância para dois dos modelos utilizados, de forma que, para o setor de energia, a relação se apresentou positiva e, para os setores em geral, negativa.


Palavras-chave


pandemia; temperatura; rentabilidade; energia; regressão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v11i1.p80-97.2022

Direitos autorais 2022 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.