É possível sobreviver a uma recuperação judicial? evidências em empresas listadas na BM&FBovespa

Sinara Jaroseski, Mirray Muneretto de Andrade, Alex Eckert, Graciela Bavaresco da Silva, Marlei Salete Mecca

Resumo


A recuperação judicial tem por objetivo viabilizar a superação da situação de crise econômico-financeira da empresa, a fim de permitir a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores, promovendo, assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica. Desse modo, a efetividade do regime de recuperação judicial é de interesse comum da sociedade. Assim, a presente pesquisa objetivou avaliar o desempenho econômico, financeiro e operacional das companhias de capital aberto, que negociam suas ações na bolsa de valores brasileira e pleitearam a recuperação judicial para superação da situação de crise econômico-financeira. A pesquisa aborda os procedimentos técnicos documentais, os levantamentos bibliográficos, com particularidades de pesquisa qualitativa e objetivos exploratórios, visando proporcionar maior familiaridade com o problema. A partir da análise dos resultados encontrados, foi possível constatar que apenas uma empresa mostrou sinais claros de recuperação da situação de crise econômico-financeira.


Palavras-chave


Análise de desempenho; Recuperação judicial; Lei 11.101/05

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v8i2.p31-45.2019

Direitos autorais 2019 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.