Comprometimento organizacional: estudo com recepcionistas de consultórios médicos de Belo Horizonte-MG

Jesuina Maria Pereira Ferreira, Michelle de Souza Rocha, Giselle da Costa Jerônimo

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi analisar o comprometimento organizacional por meio do modelo multidimensional de Meyer e Allen (1991), segundo a percepção de mulheres recepcionistas de consultórios médicos em Belo Horizonte-MG. Caracterizou-se esta pesquisa como de método misto (COLLIS; HUSSEY, 2006) e do tipo descritivo-exploratório (VERGARA, 2009). Utilizou-se para análise dos dados quantitativos o software Statistical Package for the Social Science (SPSS) e a análise de conteúdo (AC) (BARDIN, 2008) para apreciação das entrevistas. Na investigação quantitativa, constatou-se o predomínio da dimensão afetiva do comprometimento organizacional com média no nível moderado mais alto. Por outro lado, mesmo que nas análises qualitativas as dimensões afetiva e instrumental tenham sido predominantes nos relatos das mulheres entrevistadas, ao final, é por meio da dimensão afetiva que as recepcionistas permanecem na organização, significando que elas gostam e fazem seu trabalho por amor, valorizando o ambiente de trabalho e os relacionamentos interpessoais conquistados.


Palavras-chave


Comprometimento organizacional; Recepcionistas; Feminino

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v8i1.p87-103.2019

Direitos autorais 2019 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.