SATISFAÇÃO NO TRABALHO: ANTECEDENTES E CONSEQUENTES

Mariana Gouveia Freitas

Resumo


Este estudo pretende compreender as variáveis que promovem satisfação nos trabalhadores, contribuindo para um melhor entendimento do conceito, bem como para que as organizações compreendam que os seus recursos humanos, quando satisfeitos, tornam-se uma vantagem competitiva para alcançar o sucesso organizacional. Para verificar tais hipóteses, recorreu-se a um estudo cross-section, utilizando um questionário, em que se obtiveram 418 respostas de trabalhadores portugueses. Para testar as hipóteses, examinou-se o modelo das equações estruturais recorrendo ao software estatístico IBM SPSS AMOS v.25. Os resultados apontaram que as variáveis escolhidas como antecedentes, com exceção do reconhecimento, influenciam a satisfação de um trabalhador, pois, quando um trabalhador está satisfeito, não só ele está com a vida satisfeita, como há uma maior orientação para o cliente, que é mais comprometido e leal, visto que sente mais orgulho da organização e é dotado de uma maior iniciativa pessoal.

 


Palavras-chave


Satisfação no trabalho; Recursos humanos; Sucesso Organizacional; Vantagem competitiva

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v8i3.p46-65.2019

Direitos autorais 2019 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.