VIDAS RESGATADAS: VULNERABILIDADE E POBREZA NAS VÍTIMAS DO TRABALHO ESCRAVO NO BRASIL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12662/2359-618xregea.v10i2.p115-129.2021

Palavras-chave:

Trabalho Escravo, Pobreza, Exclusão

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo mapear características comuns aos trabalhadores vítimas da escravidão contemporânea no Brasil, e, particularmente, expõe práticas inaceitáveis de gestão do trabalho. Para tanto, considera o agrupamento por regiões, faixas etárias, grau de escolaridade e outras categorias, o que nos permite criar um cenário para futuras abordagens políticas, econômicas e culturais. Os dados analisados foram obtidos pela pesquisa documental no Observatório Digital do Trabalho Escravo, na Secretaria de Inspeção do Trabalho, e de ONGs como Instituto Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo (InPACTO) e Repórter Brasil. Os resultados apontam que determinadas características, como a força física necessária para enfrentar jornadas exaustivas, fatores geográficos e, sobretudo, a vulnerabilidade econômica e social do trabalhador facilitam seu aliciamento, podendo-se vislumbrar uma relação entre pobreza e trabalho mão o.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cintia Rodrigues de Oliveira, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Administração pela Fundação Getulio Vargas - EAESP - linha de pesquisa Estudos Organizacionais, Bolsista Produtividade CNPq Nível II. Visiting Fellow na Faculty of Business and Law da Open University, Milton Keynes, UK.Mestre em Administração pela Universidade Federal de Uberlândia (2008). Mestrado em Administração pelo Centro Universitário de Franca (2002). Pós-doutorado em Administração na FGV/EAESP, pesquisando métodos visuais em Estudos Organizacionais. Professora Ajunta IV dos cursos de Graduação e Pós-Graduação da Faculdade de Gestão e Negócios da Universidade Federal de Uberlândia e Líder do Grupo de Estudos em Culturas, Organizações e Sociedade. Editora Associada Científica da Revista de Administração de Empresas (RAE), Membro do Comitê Científico da divisão de EOR (2018-2020), Membro do Conselho Editorial da RIGS, e integrou o Coletivo Editorial da RBEO no período de 2015 a 2017. Interesses de pesquisa em Estudos Organizacionais, priorizando os temas gênero, cultura e poder, discursos organizacionais, crimes corporativos e o lado sombrio das organizações, com aporte teórico das tradições pós, em pesquisas de natureza qualitativa, com foco em pesquisas online, na sociologia e antropologia visual.

Downloads

Publicado

2021-09-03

Como Citar

OLIVEIRA, Juliana Barbara Silva; OLIVEIRA, Cintia Rodrigues de. VIDAS RESGATADAS: VULNERABILIDADE E POBREZA NAS VÍTIMAS DO TRABALHO ESCRAVO NO BRASIL. Revista Gestão em Análise, Fortaleza, v. 10, n. 2, p. 115–129, 2021. DOI: 10.12662/2359-618xregea.v10i2.p115-129.2021. Disponível em: https://periodicos.unichristus.edu.br/gestao/article/view/3682. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos