SUSTENTABILIDADE ORGANIZACIONAL E SUAS MÉTRICAS: REVISÃO SISTEMÁTICA UTILIZANDO O MÉTODO PRISMA

Silvio Roberto Stefani, Catarina Delgado

Resumo


São diversos os benefícios da utilização de indicadores e métricas de sustentabilidade organizacional,e referem-se à possível antecipação de condições e tendências, fornecimento de avisos de possíveis ocorrências e situações que evitem danos aos aspectos econômico, social e ambiental e auxílio nos processos de gestão. O objetivo deste estudo foi analisar as métricas de sustentabilidade organizacional, identificadas na literatura acadêmica nos últimos cinco anos. Seguindo a metodologia PRISMA, foram relacionadas sete pesquisas relevantes e enquadradas nos critérios de seleção. As principais contribuições, por meio da revisão sistemática, apontaram para estudos compostos de diferentes aspectos (empresas, cidades, regiões) ligados à sustentabilidade. Foram diversas métricas identificadas, algumas focando mais aspectos sociais da população e ou funcionários e outras mais os aspectos ambientais e seus impactos na sociedade e nas organizações. As limitações do estudo são decorrentes do método escolhido que considerou os últimos cinco anos na base Scopus e artigos completos em inglês.


Palavras-chave


revisão sistemática; método PRISMA; métricas; avaliação da Sustentabilidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v10i3.p204-219.2021

Direitos autorais 2021 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.