O BARATO PODE CUSTAR CARO: DESASTRES AMBIENTAIS ENVOLVENDO A VALE S.A. E RELAÇÕES COM RISCOS EMPRESARIAIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12662/2359-618xregea.v11i3.p169-182.2022

Palavras-chave:

riscos, desastres ambientais, estrutura de barragens da Vale S.A.

Resumo

O caso retrata as estruturas de operacionalização de barragens da Vale S.A. e quais são as ameaças e os incentivos ao utilizá-las. A empresa é a responsável pelos desastres ambientais que ocorreram em Minas Gerais, especificamente, em Mariana e Brumadinho. Por muito tempo, a Vale utilizou-se de alteamento a montante com o intuito de garantir menor custo, maior disponibilidade de material e facilidade construtiva. Em contrapartida, a estrutura a montante dispõe de uma menor segurança e de uma consequente maior chance de rompimento. Considerando o enredo de rompimentos que ocorreram em cidades mineiras, este caso de ensino visa estimular a discussão e reconhecer as relações entre risco e retorno no contexto de atividades da Vale. Com o viés didático, o caso pode ser utilizado em aulas de cursos da área de Ciências Sociais Aplicadas que contenham disciplinas relacionadas às Finanças Empresariais e Gestão Organizacional. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allisson Silva dos Santos, Universidade Federal da Paraíba

Mestre em Administração com ênfase em Finanças e Métodos Quantitativos pelo Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA da Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Especializando em Metodologias Ativas pela Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF. Bacharel em Administração pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - IFPB. Integrante do Núcleo de Pesquisas em Educação Financeira de Impacto - NUPEFI/IFPB e do Núcleo de Estudos em Gestão e Negócios - NEGN/IFPB. 

Anderson Dias Brito, Universidade Federal da Paraíba

Mestre em Administração com ênfase em Finanças e Métodos Quantitativos pela Universidade Federal da Paraíba. Especialista em Gestão de Produção e Logística Empresarial pela Universidade Cândido Mendes. Graduado em Administração pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2019). Tem experiência na área de Administração com ênfase em finanças, gestão de produção, suprimentos, métodos e Sistemas.

Caritsa Scartaty Moreira, Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda em Ciências Contábeis pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Mestra em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Especialista em Contabilidade e Planejamento Tributário pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Graduada em Ciências Contábeis pela UFERSA. Tem experiência em Ciências Contábeis e interesse na linha de pesquisa informação contábil para usuários externos, atuando principalmente nos seguintes temas: mercado de capitais, avaliação de empresas, fraudes e manipulações contábeis e educação contábil.

Downloads

Publicado

2022-10-06

Edição

Seção

Casos de Ensino