ANÁLISE DA EFETIVIDADE TEMPORAL NA GESTÃO DOS PROCESSOS DE AQUISIÇÕES EM UNIDADES GESTORAS EXECUTORAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12662/2359-618xregea.v13i2.p108-141.2024

Palavras-chave:

gestão, compras públicas, processo de aquisição, instituições públicas

Resumo

As aquisições no contexto das instituições públicas assumem, atualmente, uma relevância estratégica. A elaboração dos processos de uma significativa parte dessas aquisições é lenta, produzindo efeitos negativos na eficiência, na economia e na oportunidade dos bens ou serviços a serem adquiridos. A intenção desta pesquisa foi analisar a efetividade temporal dos processos de aquisição identificando os fatores que provocam a falta de celeridade na sua elaboração. Este estudo qualitativo, utilizando-se do método quantitativo, foi baseado no questionário aplicado nas UGEs, em uma pesquisa bibliográfica e processual e em entrevistas com a Consultoria Jurídica, órgão de assessoria jurídica que realiza a análise dos processos de aquisição. Os achados do estudo apontam para a perda de efetividade na elaboração processual das compras públicas, provocada por fatores internos e externos às UGEs. A conclusão do estudo propõe a implementação de medidas voltadas para a melhoria da gestão dos processos, visando mitigar os impactos negativos identificados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Luis Raldi Morrudo

Mestre em Administração Pública (2022), pelo Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP). Subdiretor da Divisão de Setor Logístico em Órgão Público de Assessoramento Setorial - Comando Logístico - Diretoria de Material, COLOG/D MAT, Brasil. Santa Maria - RS - BR.

Downloads

Publicado

2024-04-08

Como Citar

MORRUDO, Anderson Luis Raldi. ANÁLISE DA EFETIVIDADE TEMPORAL NA GESTÃO DOS PROCESSOS DE AQUISIÇÕES EM UNIDADES GESTORAS EXECUTORAS. Revista Gestão em Análise, Fortaleza, v. 13, n. 2, p. 108–141, 2024. DOI: 10.12662/2359-618xregea.v13i2.p108-141.2024. Disponível em: https://periodicos.unichristus.edu.br/gestao/article/view/4880. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos