POLÍTICA DE INOVAÇÃO NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO NORDESTE: REFLEXOS DAIMPLEMENTAÇÃO DOS NITS POR MEIO DA LEI DE INOVAÇÃO

Diana Beatriz Almeida, Helano Diógenes Pinheiro

Resumo


A criação e a inovação acompanham a humanidade desde seus primórdios, e a preocupação em proteger essas descobertas é bem mais recente. Este artigo analisa o desenvolvimento da política de inovação nas universidades federais nordestinas por meio da Lei de Inovação, abordando o processo de institucionalização dos NITs. A pesquisa é descritiva, documental e bibliográfica, com a coleta dos dados centrada na identificação dos elementos elencados na lei de inovação nas instituições pesquisadas. O estudo revelou uma crescente mobilização das instituições na implementação das estruturas referentes à inovação prevista em instrumentos legais, porém com atuação ainda limitada a registro de patentes, seguindo normatização do INPI. Embora implantados, os NITs revelam iniciativas ainda incipientes de promoção da inovação. Esse avanço lento pode ser associado à necessidade de atualização da lei de inovação, representada pelo Marco Legal, em que se modificou grande parte da redação da lei de forma a torná-la mais clara e operacional.


Palavras-chave


Inovação; NIT; Universidades Federais do Nordeste; Lei de Inovação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v9i3.p51-65.2020

Direitos autorais 2020 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.