O trabalho universitário: a experiência portuguesa

João Carlos Relvão Caetano

Resumo


No presente artigo, faz-se uma análise do trabalho dos universitários portugueses no séc. XXI, partindo-se do que estabelece a lei. Analisa-se concretamente o artigo 4º do Estatuto da Carreira Docente Universitária (ECDU), que estabelece as funções dos docentes universitários (investigação, docência, transferência do conhecimento e gestão). Procura saber-se o que é o trabalho universitário, quem são os trabalhadores universitários portugueses e de que modo se comportam e por quê. Embora se parta da lei, a perspetiva teórica é interdisciplinar, apoiando-se em abundantes factos. Mostra-se a evolução do sistema universitário português nas últimas décadas e os refl exos que tem no desempenho dos agentes. Evidencia-se a complexidade das tarefas dos universitários portugueses nos inícios do novo século, as difi culdades de carreira e os desafi os que têm pela frente. Mostra-se a signifi cativa relevância do seu trabalho para o desenvolvimento da sociedade. Refl ete-se ainda sobre o reconhecimento que a lei, o Estado e a sociedade devem ter sobre o seu trabalho.


Palavras-chave


Trabalho dos universitários; Direito; Estado; Sociedade; Desenvolvimento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2447-6641oj.v17i25.p221-247.2019

Direitos autorais 2019 Revista Opinião Jurídica (Fortaleza)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.