Editorial

Laodicéia Amorim Weersma, Arnaldo Fernandes Matos Coelho

Resumo


Diante dos desafios impostos pela pandemia causada pelo SARS-CoV-2 (Covid-19), a comunidade científica mundial tem gerado importantes avanços nas pesquisas e, com isso, consolidou-se uma ponte entre a ciência e a sociedade. Segundo Miranda (2021), a pandemia evidenciou a necessidade de vigilância constante a eventuais situações que apresentem risco para a sociedade, assim como criou uma aproximação entre o mundo científico e social.

Esse cenário aponta para a necessidade de práticas e de gestão ética que garantam, de algum modo, a
possibilidade de se avaliar, criticamente, o desenvolvimento e os rumos do conhecimento e ciência contemporâneos, tendo em vista suas implicações cada vez mais preocupantes para a vida. De fato, conforme o editorial da Revista de Ciência e Educação (REVISÃO..., 2015), a expressão 'ciência e ética' torna-se uma preocupação, em face dos problemas éticos enfrentados por pesquisadores em suas atividades relacionadas à instituição ciência consagrada à produção do conhecimento universal, objetvio, neutro e, pretensamente, sem fronteiras.

A integridade da investigação diz respeito, entre outros, à conduta do investigador no tratamento dos dados e na publicação da pesquisa. Neste bojo, delineiam-se as orientações e normas que buscam evitar fraudes. Além disso, chamamos a atenção para as questões ligadas à ‘Ética na Pesquisa’, procedimentos de proteção a seus participantes, diante dos riscos das pesquisas que envolvem seres humanos (LA FARE; CARVALHO; MACHADO, 2014).

Em vista do exposto, saudamos a todos com a edição de 2021-3, da Revista Gestão em Análise - ReGeA, na qual estão contempladas essas e outras temáticas do campo da ciência, da pesquisa e, especificamente, da gestão. Ao todo, são dezesseis artigos, um recorde em publicação em uma única edição da ReGeA sob nossa editoria. Tal feito é um reflexo do compromisso em oferecer ferramentas e informações necessárias no contexto de relevância crescente da pesquisa científica e, consequentemente, da importância da presença da ética tanto do pesquisador, como da gestão das organizações. O caminho para o desenvolvimento de uma ‘boa Ciência’, certamente passa pela colaboração de todos, o que tende a conduzir a uma perspectiva de desenvolvimento sustentável.


Palavras-chave


Editorial

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v10i3.p5-6.2021

Direitos autorais 2022 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.